sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Aula 16: "Vai ter aula professor?" 2 - A missão



Pois é, a greve continua, a luta continua e as aulas não continuam. Não continuam na prática, na escola, mas aqui no diário de classe elas continuam. Claro que sem todas as formalidades de um curso regular, mas com o mesmo empenho em selecionar o material e as indicações para os alunos. Então, hoje iremos intensificar nosso período de paralisação com algumas dicas que seguem a regra do Carpe Diem, ou aproveite o dia em tradução quase literal. A expressão latina, muito utilizada como lema pelos autores e pensadores do período árcade no Brasil, e no neoclassicismo na europa, funcionou, na verdade, como uma crítica ao pensamento cristão, ainda muito contaminado por vestígios da idade média recuperados pela Inquisição, que pregava que todos os seus atos na terra seriam julgados no dia do juízo e você iria para o inferno se não fosse um bom menino. Mais ou menos dizer que se você não for um bom menino Papai Noel não traz presente pra você no natal. Neste sentido, o Carpe Diem funcionou como um escape destas amarras religiosas e como uma afirmação da razão sobre a fé, o que incluia, neste caso, uma valorização da figura do homem perante a figura divina. Aproveitar o dia, portanto, era viver a vida do seu jeito, sobre seu próprio juízo, sem condicionar seus atos a uma crença ou religião qualquer que fosse. Não a toa os árcades/neoclassicistas recuperaram a cultura greco-latina, incluindo sua religião politeísta e exaltou em muitos momentos os deuses do Olimpo. Hoje, em mais um post de greve, este blog traz referências contemporâneas do Carpe Diem, que devem ser experimentadas por todos. Seguem as dicas:


1. Save Ferris: O filme é um clássico dos anos oitenta, figurinha carimbada da sessão da tarde e se tornou um filme cult por conseguir sintetizar os anseios de uma geração em um personagem debochado e muito divertido. Vale a pena conferir para quem nunca assistiu e quem ja viu deve ver de novo:



2. Essa é mais recente, mas também vem do cinema. Um grupo de amigos resolve viajar para Las Vegas com a finalidade de fazer uma despedida de solteiro para o que se casa em poucos dias. Como já estamos cansados de saber, nada que se vai fazer em Las Vegas, no cinema, tem um final tranquilo...



3. Por fim, uns menininhos muito inteligentes, politicamente corretos e com muita educação que conseguem transformar uma cidade do interior do Colorado em um verdadeiro espetáculo da vida humana. Com vocês South Park:



Nenhum comentário:

Postar um comentário